Wednesday, September 23, 2009

entrelinhas e pontos...




--> -->
deixei de existir n-vezes
por causa da sua existência,

até neguei três vezes
a minha forte essência,

que a onda levou por um tempo,
mas foi devolvida pelo banzeiro
num arremesso porta a dentro

escondi no meio do nada,
sem prazo de entrega
para corpo e alma,

entrei em simetria axial
arrebentei a crisálida,
ficou apenas um ponto:final.

[Autora: Lena Casas Novas]

Saturday, September 05, 2009

mulher rosa-negra




não ouse nos meus
sentimentos tocar,
tenho corpo de espinho,
sem querer, posso te machucar.
não ouse os meus
sentimentos descobrir,
tenho a alma macia,
sem querer, posso te seduzir.
não ouse nenhum
sentimento arrancar de mim,
só por que sou a rosa negra
que sem querer, nasceu em teu jardim.
Não ouse seus
sentimentos esconder,
tenho uma intuição penetrante,
em qualquer língua, leio você!

[Autora:Lena Casas Novas]